19/03/2016
5 Ano do Projeto Carbono

Iniciado em 2010 o  "Projeto de Carbono no Corredor de Biodiversidade Emas-Taquari" completa 5 anos. Nesta fase o projeto  está sendo auditado afim de atestar e verificação dos créditos de carbono gerados pelo projeto, bem como os serviços ambientais e sociais gerados pelo mesmo ao longo desse tempo. A verificação e auditoria está sendo realizada pelo IMAFLORA e Rainforest Alliance, instituições de renome internacional em mercados voluntários de carbono, responsáveis pela avaliação para validação e verificação de projetos de carbono florestal frente aos padrões CCB (Clima, Comunidade & Biodiversidade) e VCS (Verified Carbon Standard - Padrão de Carbono Verificado) do mercado voluntário. O "Projeto de Carbono no Corredor de Biodiversidade Emas-Taquari" é pioneiro nos processos regulatórios internacionais, uma vez que foi o primeiro projeto brasileiro a ser validado e certificado em 2010 neste padrões, sendo também pioneiro ao receber a auditoria para verificação. O processo de verificação tem previsão de encerramento para recebimento da validação de verificação em Julho de 2016.

 Entendendo os critérios de avaliação, validação e verificação. 

CCB - O CCB é composto por padrões que fornecem uma série de critérios verificáveis para determinar a capacidade de um projeto de efetivamente reduzir as emissões de gases de efeito estufa enquanto também melhora a qualidade de vida de comunidades locais e gera benefícios aos ecossistemas e à vida selvagem. 
VCS - O VCS tornou-se um dos mais utilizados padrões de contabilização de carbono do mundo, revolucionando o mercado ao criar ferramentas confiáveis e inovadoras. Também contitui uma iniciativa pioneira na criação de métodos padronizados que uniformizarão o processo de aprovação de projetos, reduzirão os custos de operação e aumentarão a transparência.
 Mudas no Viveiro